• Notícias Destaque!

    10 maiores pregadores de todos os tempos


    Quem você considera os dez maiores pregadores de todos os tempos? Quem poderia entrar na sua lista? Bons pregadores são como times de futebol, ou como marcas de refrigerante. Cada um tem os seus preferidos. Mas sempre tem aqueles que são unanimidade em todo lugar. Converse com seus amigos e concorde ou não com esta lista. Sugira outras.

    10 grandes pregadores
    Os pregadores aqui selecionados podem diferir dos seus, mas esta escolha foi feita com base no impacto que eles tiveram sobre suas igrejas, sobre os indivíduos nessas igrejas e na sociedade e também nas áreas em que eles exerceram seus ministérios. Estes homens derramaram a sua vida como uma oferta líquida, entregando-se completamente até o final de suas vidas, e fazendo mais do que uma centena de cristãos poderiam dar em suas vidas.
    O tamanho do impacto que eles causaram não pode ser avaliado ou completamente entendido até aquele dia que estaremos diante do Senhor para nossas recompensas e receber os nossos tesouros no céu. Há tantos desses homens ao longo dos séculos que é difícil escolher apenas dez, mas estes aqui estavam entre os maiores pregadores de todos os tempos, se não de toda a eternidade.
    Naturalmente, deveríamos colocar Jesus em primeiro lugar, não só porque foi Ele a Palavra, mas porque Ele é a Autoridade por trás da Palavra e a expressão exata da comunicação divina. É óbvio que como toda pregação deriva Dele, de como Ele dirige a igreja, e sendo Ele é o cabeça da Igreja, fica bem claro que Jesus Cristo é o maior pregador de todos os tempos. Outros argumentam que foi João Batista, de quem se dizia ser o maior dos homens nascidos de mulheres (Mateus 11.11), mas neste momento estamos restringindo este artigo àqueles escolhidos, vasos humanos a quem Ele chamou e ungiu depois do período do ministério terreno de Jesus.

    10. O pregador apóstolo Paulo

    Alguém poderia argumentar que o Apóstolo Paulo não foi o pregador mais eficaz da Palavra. Não podemos ignorar Paulo só porque ele foi o mais prolífico dos escritores do Novo Testamento, ou que ele plantou igrejas por todo o Império Romano, porque grande parte de sua pregação de foi feita em suas cartas para as igrejas. Por dois mil anos os pregadores têm usado as cartas de Paulo para proclamar o evangelho às suas congregações e aos perdidos. Sua pregação nos livros do Novo Testamento ainda está efetivamente trazendo pessoas a Cristo por meio do uso da lei, para humilhá-los e então a graça vir para aqueles que foram quebrados sobre os seus pecados.

    9. O príncipe dos pregadores, Charles Haddson Spurgeon

    Há muitas opiniões de que este homem, Charles Haden Spurgeon, é o pregador dos pregadores, sem contar os pregadores da Bíblia, e por isso ele foi chamado “O Príncipe
    dos Pregadores”. Prova disso são as mais de 300 milhões de cópias de seus sermões e sua influência na formação de mais de 200 outras igrejas. Quase todos os pastores que gostam de estudar têm, em suas bibliotecas pessoais, alguns dos sermões escritos de Charles Spurgeon, que são quase tão poderosos quanto as próprias Escrituras.


    8. Martinho Lutero, o reformador

    A maioria das pessoas só pensa em Martinho Lutero como reformador ou como aquele que começou a Grande Reforma. Ele tem esse mérito, mas ele também foi um surpreendentemente grande expositor da Bíblia. Enquanto estava exilado, ele traduziu a Bíblia para o alemão. A igreja protestante é claramente devedora ao esforço abnegado deste homem arrojado e ousado, ao seu trabalho corajososo, pelo resgate daquilo que estava desaparecido há séculos: que somos salvos pela graça e não pelas obras. Seu compromisso com a centralidade da Escritura sobre a tradição da igreja e sua ênfase na salvação pela graça ainda é o essencial para qualquer igreja de sucesso hoje.


    7. O incansável John Wesley

    Seja o que for que este homem tinha, ele dedicou cada fibra de seu ser a isto. Sob sua direção, a Igreja Metodista, da qual ele é o verdadeiro fundador, fez do evangelho um agente de transformação social, onde se esperava que os cristãos fossem sal e luz, e fizessem o sal sair do saleiro e a luz sair de debaixo da cesta. Esse grande homem de Deus pregou mais de 40.000 sermões, doava mais de 90% de seus rendimentos para a obra de Deus e os necessitados, e andou mais de 250.000 quilômetros, a cavalo.

    6. George Whitfield, operário da Palavra

    A pregação de George Whitfield conduziu e ajudou a sustentar o Grande Despertamento, à época o maior avivamento que o mundo já tinha visto, desde os tempos em que
    Jonas pregara para Nínive e toda a cidade-estado se arrependeu. Este homem pregava mais de 40 horas por semana! Martin-Lloyd Jones, ele mesmo um dos maiores pregadores de todos os tempos, diz que George Whitfield foi o maior pregador que a Inglaterra já produziu. Claro que isso foi antes de Charles Haden Spurgeon começar a pregar.


    5. Jonathan Edwards, mestre, escritor e pregador

    Jonathan Edwards é considerado por muitos estudiosos, tanto seculares como cristãos, como sendo o maior intelectual e filósofo que a América já produziu. Este pregador puritano era um gigante na mensagem e na vida biblicamente centrada. Seu sermão, Pecadores nas mãos de um Deus Irado fez as pessoas chorarem e se arrependerem às dezenas, e é considerado o maior sermão individual jamais pregado em qualquer púlpito.


    4. John Knox, o escocês trovejante

    Este homem, John Knox, sempre colocava toda a sua alma em sua pregação! Ele foi tão inspirador que sua pregação transformou toda a Escócia. Sendo um estudioso de
    João Calvino, que também está nesta lista, pode ter sido um caso em que o aluno superou o mestre. Sua pregação centrada na Bíblia fez as pessoas assumirem a sua paixão pelas almas perdidas de homens e mulheres.


    3. João Calvino, mestre habilidoso e teólogo

    O que João Calvino fez pelo evangelho foi colocar no papel aquilo que nunca tinha sido escrito anteriormente sobre a Bíblia. Ele foi um dos primeiros pregadores a pregar progressivamente através de cada livro da Bíblia. Ele nunca pregou topologicamente, mas sua mensagem era expositiva; isto quer dizer que ele expunha ou pregava linha por linha, dando um comentário pessoal para cada verso. Seus escritos tornaram a Bíblia fácil de entender, mesmo para os pouco educados. Para seu crédito, ele permaneceu humilde, apesar de sua fama ter se espalhado por toda a Europa.


    2. John Wycliffe, filósofo, teólogo e pregador

    John Wycliffe foi um dos primeiros defensores da ideia de colocar a Bíblia à disposição do homem e da mulher comuns. Ele se concentrou em uma reforma da centralidade
    da Bíblia, sabendo que a maioria do público ou ouvia sermão em latim, ou nao ouvia nada. Ele queria que as pessoas fossem capazes de ler a Bíblia em sua própria língua. Por isso ele mesmo traduziu a Bíblia para que eles pudessem ler.


    1. Agora vem a sua escolha!

    Este último aqui ficou para você decidir. Na opinião de alguns, poderia ser o apóstolo Pedro, que pregou talvez o maior sermão individual da história, no Dia de Pentecostes. Pode ter sido Estêvão, que perante o Sinédrio deu um dos melhores estudos do Antigo Testamento, ao proclamar Cristo como o Messias prometido.
    Nos Estados Unidos, alguns indicam Alexander Maclaren, John Mac Arthur, Billy Graham, ou Billy Sunday. Alguns dizem T. D. Jakes, Reinhard Bonke, Carlos Anacondia, etc. No Brasil, alguns preferem Marco Feliciano, Silas Malafaia, Hidekazu Takayama, Napoleão Falcão, Geziel Gomes, Abílio Santana. Os mais exigentes optam por Ricardo Gondim, Hernandes Dias Lopes, Ariovaldo Ramos, e outros.
    Mais perto de nós, há os que preferem Melvin Huber, Abe Huber, Sabá Liberal, Luciano Subirá, Odilon Vergara, Ari Caetano, Genildo Cardoso, Sandro Olivera, Elivaldo Canté… Talvez o maior pregador da era pós-bíblica está lendo esse texto agora, e ainda nem começou a pregar, ou talvez nem mesmo se converteu ou nasceu ainda.
    Lembre-se que Deus usa os homens que são menos prováveis aos olhos do mundo para ter sucesso e como é comum se dizer nos meios cristãos, Deus não chama os capacitados, Ele capacita os chamados. E todos nós, os demais que achamos que não chegamos nem na sombra desses homens, é bom lembrar que o poder está sempre na mensagem e nunca no mensageiro, de que maneira Deus sempre recebeu e deve continuar a receber a glória, para Ele não é apenas merecedor dela, Ele é digno!
    Quem você considera o maior pregador da era pós-bíblica? Deixe seu comentário abaixo!

    Fonte: http://www.revistamda.com/10-maiores-pregadores-de-todos-os-tempos/












    Post Top Ad

    authorSaiba um pouco sobre mim Reginaldo Silva, autor do Livro 60 Minutos no Paraíso e Nas Mãos de Deus Nascimento: 20 de julho (45 anos), Recife, Pernambuco Cônjuge: Paulinha (desde 1991) Estudou: Bacharel em Teologia Doutor em Teologia Pastor em nome de Jesus Empresário
    Leia Mais →

    Post Bottom Ad