Troca de ministros e reforma da Previdência nas manchetes do dia - PR. REGINALDO SILVA

Notícias Destaque!

Publicidade

Publicidade

O livro mais lindo e adorado!!!


segunda-feira, 29 de maio de 2017

Troca de ministros e reforma da Previdência nas manchetes do dia

Com mudança nas pastas, Michel Temer pretende melhorar sua interlocução com o TSE e com o STF, diz 'Folha de S.Paulo'


(Montagem/VEJA.com)
_________________________________________________________________________________

A troca de Torquato Jardim, agora ministro da Justiça, com Osmar Serraglio, nomeado na pasta da Transparência, é manchete nos jornais nesta segunda-feira. Em entrevista ao Estado de S.Paulo na sexta-feira, Torquato Jardim minimizou o fato de o presidente Michel Temer ter se encontrado com Joesley Batista, sem registro na agenda. Para a Folha de S.Paulo, presidente fez a troca para melhorar interlocução com tribunais. Em O Globo, o destaque é a estratégia da equipe econômica do governo caso a reforma da Previdência não avance no Congresso.
O Estado de S.Paulo
Novo ministro questiona inquérito contra Temer
Novo ministro da Justiça e ex-titular da Transparência, Torquato Jardim questiona a abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer no STF baseado no que chama de “documento não periciado” – a gravação entre Temer e Joesley Batista, dono da JBS – e defende o reexame da competência de Edson Fachin como relator do caso. Ele credita à “cultura parlamentar” o fato de Temer ter recebido Joesley sem anotação na agenda oficial. Torquato troca de lugar com Osmar Serraglio, que teve o nome envolvido na Operação Carne Fraca.

Folha de S.Paulo
Temer troca ministros e põe Torquato na Justiça
Com a mudança, o peemedebista pretende melhorar sua interlocução com o TSE, do qual Torquato já foi ministro, e com o Supremo Tribunal Federal, responsável por conduzir inquérito contra Temer. O novo ministro tem bom acesso ao tribunal. Serraglio vinha sendo criticado por lentidão nas decisões. Temer optou por nomeá-lo para o Ministério da Transparência. Com isso, seu suplente, o deputado federal afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), mantém o foro privilegiado.
O Globo
Crise faz governo traçar plano B para reforma
A equipe econômica já trabalha num plano B caso a reforma da Previdência não avance no Congresso por causa da crise política. São mudanças de menor alcance, mas que entrariam em vigor imediatamente, por meio de Medida Provisória (MP). Entre as ações, estuda-se elevar o tempo mínimo de contribuição na aposentadoria por idade e diminuir o valor das pensões por morte. Não seria possível, no entanto, fixar uma idade mínima para a aposentadoria, um dos principais pontos da reforma.
Valor Econômico
Piora da crise política deve arrefecer corte dos juro
O recrudescimento da crise política contaminou a perspectiva de flexibilização monetária. A trajetória de queda da Selic não está comprometida, mas seu ritmo e extensão foram rebalanceados.
Jornal do Commercio
Uma calamidade
O saldo da chuva no fim de semana deixou dois mortos, dois desaparecidos, milhares de desabrigados, estradas interrompidas, cidades sem abastecimento de água e 14 municípios em estado de calamidade. Em 2010, um episódio semelhante levou o poder público a planejar obras de contenção. Das cinco barragens programadas, apenas uma está concluída.
Fonte: veja.abril.com.br/brasil


O livro mais lindo e adorado!!!