Mãe deixa intencionalmente filhas no carro ao sol. As crianças morreram - Pastor Reginaldo Silva
BLOG DO PASTOR REGINALDO SILVA - É DE IPOJUCA. É DO POVO
BLOG DO PASTOR REGINALDO SILVA - É DE IPOJUCA. É DO POVO

O dia mais bonito de nossas vidas!!!

É BOM ESTÁ PERTO DE QUEM TRANSMITE O BEM!!!

Versículos em destaque

Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.
Mateus 6:34
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe".
Mateus 19:6
"Não façam cortes no corpo por causa dos mortos nem tatuagens em vocês mesmos. Eu sou o Senhor.
Levítico 19:28

sábado, 10 de junho de 2017

Mãe deixa intencionalmente filhas no carro ao sol. As crianças morreram


"É de longe o caso mais terrível de crianças postas em perigo que já vi em 37 anos de serviço", lamenta Rusty Hierholzer, xerife de Kerr County, no estado do Texas

De acordo com a polícia norte-americana uma mãe terá deixado intencionalmente duas crianças de um e de dois anos dentro do carro durante mais de 15 horas. As duas irmãs acabaram por morrer depois de terem chegado ao hospital em estado muito crítico. Amanda Hawkins, de 19 anos, enfrenta duas acusações de abandono e maus tratos de menores, mas que poderá ser agravada para homicídio.

"É de longe o caso mais terrível de crianças postas em perigo que já vi em 37 anos de serviço. Ela sabia que as filhas estavam lá e deixou-as ficar no carro", lamenta Rusty Hierholzer, xerife de Kerr County, no estado do Texas.

Inicialmente a mãe terá dito aos investigadores que tinha estado com as filhas a cheirar flores num parque situado nas redondezas e que provavelmente elas teriam ingerido ou tocado em algo venenoso. Mas, de acordo com as autoridades, Hawkins terá acabado por confessar o que se passou.

Na passada terça-feira a mãe, acompanhada de um rapaz de 16 anos, dirigiu-se à residência de uns amigos, onde passou a noite, tendo deixado as filhas no carro, com as janelas fechadas, até ao meio-dia de quarta-feira.

Quando Amanda Hawkins regressou por fim ao carro as crianças ainda estavam vivas, mas, segundo o relato do xerife, a mãe não procurou imediatamente as urgências médicas. Primeiro ter-lhes-á dado banho e trocado de roupa para encobrir o que se tinha passado.


A condição das duas irmãs era crítica e na quinta-feira, de acordo com o The Washington Post, a equipa médica tomou a decisão de desligar o suporte de vida.
Fonte: http://www.dn.pt

OLHO DE IPOJUCA - NOTÍCIAS