MPPE denuncia PMs que atiraram contra jovem em Itambé por homicídio intencional - IPOJUCA ONLINE

Notícias Quentes

Post Top Ad


Post Top Ad

CURSOS GRATUITO

MEUS LIVROS

            

PUBLICIDADE

terça-feira, 13 de junho de 2017

MPPE denuncia PMs que atiraram contra jovem em Itambé por homicídio intencional

Para o órgão, atuação da polícia durante protesto no município foi "atrapalhada" e "lamentável". Entendimento difere do inquérito da Polícia Civil, que concluiu que os dois policiais não tiveram a intenção de matar a vítima.


Promotor de Justiça João Elias da Silva Filho (à direita) concluiu que PMs cometeram homicídio doloso, com intenção de matar (Foto: Danielle Fonseca/TV Globo)


Ministério Público de Pernambuco (MPPE) informou, nesta terça-feira (13), que irá denunciar os policiais que atiraram contra um jovem de 19 anos durante um protesto contra a violência em Itambé, na Mata Sul de Pernambuco, por homicídio doloso, ou seja, quando há a intenção de matar. O entendimento é contrário ao inquérito instaurado pela Polícia Civil, que afirma que os dois policiais cometeram homicídio culposo, quando não há a intenção de tirar a vida da vítima.
De acordo com a denúncia do MPPE, elaborada pelo promotor de Justiça João Elias da Silva Filho, o crime foi intencional, já que um dos policiais “optou equivocadamente por uma ação que, sem a menor sombra de dúvidas, causaria uma lesão corporal desnecessária à vítima”. Ainda segundo o promotor, a atuação policial durante o protesto dos moradores de Itambé foi “atrapalhada” e “lamentável”. A pena para o homicídio com dolo eventual pode variar de seis a 20 anos de prisão.
O MPPE também denunciou outros dois policiais envolvidos no crime por omissão, já que, apesar de terem prestado socorro à vítima, os dois permaneceram “inertes na presença do comportamento de um dos denunciados, de arrastar e espancar o ferido”, explica o documento. A pena pode variar de um a quatro anos de prisão.
Após concluir o inquérito, no dia 2 de junho, a Polícia Civil entendeu que os policiais militares envolvidos na morte do jovem cometeram homicídio culposo, sem a intenção de matar, e devem permanecer em liberdade até o julgamento do crime. O G1 procurou a corporação para solicitar um posicionamento diante da denúncia do MPPE e aguarda retorno.

Entenda o caso

video
PM atira em manifestante



O rapaz levou o tiro durante um ato público contra a violência na cidade de Itambé, na Mata Sul de Pernambuco, realizado no dia 17 de março. Além do jovem, outros moradores fecharam a rodovia PE-75 por várias horas, pedindo mais segurança. Um vídeo enviado para o WhatsApp da TV Globo mostra o momento em que ele é baleado. (Veja vídeo acima)
As imagens mostram uma discussão entre a vítima e uma mulher, com policiais em volta. Em seguida, é possível ver um policial perguntando: "É esse quem vai levar um tiro primeiro?". O PM chama um colega armado e aponta o rapaz. Um tiro é disparado. Atingido, o homem cambaleia e cai no chão.
Após atirar, os policiais o arrastam pelo asfalto até a viatura da Polícia Militar, batem no rosto dele e o colocam na parte de trás da caminhonete. O veículo então deixa o local, sob gritos dos manifestantes. De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), a bala era de borracha.
Internado no Hospital Miguel Arraes, em Paulista, Região Metropolitana do Recife, o jovem não resistiu aos ferimentos e faleceu no dia 11 de abril. O velório do jovem foi realizado no Ginásio Municipal de Itambé.
Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco

OLHO DE IPOJUCA - NOTÍCIAS

Tecnologia

Autor

NOVA IPOJUCA - NOTÍCIAS O nosso objetivo é deixar o leitor Ipojucano bem informado sobre os fatos importantes do dia a dia da nossa Cidade, sempre com olhar crítico e imparcial, além de revelar o que acontece nos bastidores políticos da região.

GASTRONOMIA ONLINE


Post Top Ad