NOVA IPOJUCA OPORTUNIDADE - Dona do iFood recruta recém-formados e qualquer curso é aceito - PR. REGINALDO SILVA

Notícias Destaque!

Publicidade

Publicidade

O livro mais lindo e adorado!!!


quarta-feira, 19 de julho de 2017

NOVA IPOJUCA OPORTUNIDADE - Dona do iFood recruta recém-formados e qualquer curso é aceito

A Movile está em busca de formados em qualquer curso. Falar inglês e ter um ano de experiência profissional são os únicos requisitos

Escritório da Movile em São Paulo (Movile/Divulgação)

São Paulo – A Movile é mais uma companhia a reunir esforços para atrair jovens já formados e com uma certa experiência profissional.
A empresa, dona do iFood, PlayKids, MapLink e da Sympla, está recrutando para um programa de aceleração de carreira chamado Mobile Dream Move e formados em qualquer curso superior entre julho de 2015 e julho de 2017 podem participar.
Os únicos requisitos são falar inglês fluente e ter pelo menos um ano de experiência profissional. As inscrições já começaram vão até 20 de agosto pelo site da Movile.
“Vai ser contratado no nível pleno e sênior, para no fim do programa assumir posição de gestão, se tiver perfil mais generalista, ou como especialista”, diz Luciana Carvalho, diretora de área de gente da Movile sobre a oferta de carreira em Y.


Não há limite de vagas e Luciana garante que mais de 20 candidatos serão selecionados. As oportunidades são para quase todas as áreas da Movile: tecnologia, design, negócios, marketing, produto, comunicação, financeiro, entre outras.
Por conta da oferta de vagas para quem tem perfil de gestão e para quem quer seguir carreira como especialista, além da exigência de bagagem de carreira, a empresa não quer que o Mobile Dream Move seja identificado como um trainee, embora tenha características similares.
O programa vai durar oito meses e tem etapas bem similares aos programas de trainee, como job rotation, acompanhamento da gestão da empresa e do RH, e a execução de projetos.
A ideia, diz Luciana, é que os jovens entendam também as áreas em que eles trabalham funcionam nas outras empresas do grupo. “Nesse tempo já recebem um projeto pelo qual serão responsáveis e, quando voltarem para a empresa para que foram contratados, eles vão começar a tocar”, diz.
Mas o que a executiva destaca como um dos pontos mais legais do programa é que ele dá a possibilidade de trabalhar em outros países da América Latina. A empresa tem 1500 funcionários e 200 pessoas trabalham fora do país em escritórios na Colômbia, Argentina e México. Por isso, na seleção, falar espanhol é um diferencial.
Escritório da Movile: oportunidades também fora do Brasil (Movile/Divulgação)

Como será a seleção

Luciana diz que o processo seletivo será cheio de surpresas e promete ser divertido para quem participar. “Mais que uma seleção é uma conexão com a Movile”, diz. Processos seletivos: Entenda com a VB como a era digital revolucionou os processos de recrutamento e seleção Patrocinado 
A primeira etapa eliminatória terá testes de inglês, raciocínio lógico e de adaptação à cultura da empresa. Na segunda fase, os candidatos terão contato com cases de negócios e também haverá entrevistas. “Na terceira etapa, terá vídeo para a gente se conectar ainda mais”, diz.


Jovens que consigam demostrar a vontade de fazer parte da empresa, que gostem de arriscar, que tenham viés empreendedor com forte senso de dono do negócio têm mais chance de entrar no radar da equipe de seleção.
“Não queremos pessoas interessadas em ficar pouco tempo, queremos quem queira fazer a diferença e deixar um legado para a Movile e para seus clientes”, diz.
Fonte: exame.abril.com.br
NOVA IPOJUCA - NOTÍCIAS
"TRABALHANDO PARA O POVO IPOJUCANO"

O livro mais lindo e adorado!!!