GDF anuncia concurso com 314 vagas para área de assistência social - Pastor Reginaldo Silva
BLOG DO PASTOR REGINALDO SILVA - É DE IPOJUCA. É DO POVO
BLOG DO PASTOR REGINALDO SILVA - É DE IPOJUCA. É DO POVO
É BOM ESTÁ PERTO DE QUEM TRANSMITE O BEM!!!

03 Versículos para começar o dia

Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.
Mateus 6:34
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe".
Mateus 19:6
"Não façam cortes no corpo por causa dos mortos nem tatuagens em vocês mesmos. Eu sou o Senhor.
Levítico 19:28

sexta-feira, 20 de abril de 2018

GDF anuncia concurso com 314 vagas para área de assistência social

Sedestmidh deve lançar edital em 90 dias, com oportunidades para níveis médio e superior. Confira

A Secretaria de Estado do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh) vai lançar novo concurso público com 314 vagas e formação de cadastro reserva em até 90 dias.


A informação foi publicada nas redes sociais pela própria pasta, que firmou contrato com o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) para divulgação dentro desse prazo.

Ainda segundo a nota, as vagas de nível superior serão para diversas formações, como pedagogo, assistente social, psicólogo, especialista em direito, nutricionista e educador social. Para nível médio, os aprovados vão atuar como agente social e técnico administrativo.
Para concorrer a técnico, é necessário possuir ensino médio, com exigência de formação técnica, dependendo da área de atividade, e para especialista, nível superior em áreas específicas. As remunerações iniciais para os técnicos são de R$ 3.380, em jornada de 30 horas semanais, e R$ 4.506 para 40 horas.
No caso de especialista, os salários iniciais são de R$ 4.679,61 para 30 horas, e R$ 6.239,48 para jornada de 40 horas. Além dos vencimentos, o aprovado também terá gratificações.


O último concurso da Secretaria aconteceu em 2009, quando a pasta ofertou 106 vagas para assistente intermediário em serviços sociais. O certame foi organizado pela Fundação Universa.
Histórico do certame
O concurso vem sendo anunciado desde 2014, ainda na gestão do então governador Agnelo Queiroz (PT). A autorização, na época, foi de 200 vagas para técnico e especialista em assistência social.
Em julho do mesmo ano, o edital de licitação para escolha da banca chegou a ser elaborado, mas acabou suspenso devido à contenção de gastos. Em junho de 2017, o certame foi finalmente autorizado pela Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Segplag).


A comissão interna foi constituída para coordenar os trâmites do certame, o que inclui a escolha da banca organizadora. Esta etapa está em andamento. Trata-se do último passo para a liberação do edital. A verba para a realização do concurso está prevista na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018.
www.metropoles.com/concursos-e-empregos