OS DEZ PAÍSES MAIS EVANGÉLICOS DO MUNDO - Pastor Reginaldo Silva

Versículos em destaque

Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.
Mateus 6:34
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe".
Mateus 19:6
"Não façam cortes no corpo por causa dos mortos nem tatuagens em vocês mesmos. Eu sou o Senhor.
Levítico 19:28

Ousar sua música Instrumental Gospel

sábado, 4 de fevereiro de 2017

OS DEZ PAÍSES MAIS EVANGÉLICOS DO MUNDO


De acordo com o Pew Research, os dez países mais evangélicos do mundo hoje são:

1. Estados Unidos, com mais de 150 milhões de evangélicos.
2. Nigéria, com 60 milhões.
3. China, com 58 milhões (podendo na verdade ser o segundo, com cerca de 100 milhões nas
     estimativas não oficiais).
4. Brasil, com mais de 42 milhões.
5. África do Sul, com 37 milhões.
6. Reino Unido, que já foi o segundo por muito tempo, e hoje está com 35 milhões.
7. República Democrática do Congo, com 32 milhões.
8. Alemanha, com cerca de 30 milhões.
9. Quênia, com 25 milhões.
10. Índia, com 20 milhões de cristãos-evangélicos.

Os dez primeiros países mais evangélicos do mundo somam juntos pelo menos meio bilhão de pessoas, o que representa 60% dos evangélicos do planeta.
Um fato curioso também é que, apesar dos vínculos históricos do protestantismo com a Europa, lá estão apenas 13% dos protestantes do mundo. A maioria dos protestantes do mundo se encontra:

1. África subsaariana, 37%
2. Continente americano (Américas do Norte, Central e Sul, com 33%.
3. Região da Ásia e Pacífico, 17%.
Menos de 1% dos protestantes do mundo se encontram na região do Oriente Médio e Norte da África, regiões esmagadoramente muçulmanas.

Isso significa que, depois do Oriente Médio e do Norte da África, a região do mundo mais carente do evangelho hoje é - Quem diria! - a Europa, seguida pela região da Ásia e do Pacífico, onde, apesar das intensas adversidades, o evangelho tem crescido tanto em países mais abertos ao cristianismo, como a Coréia do Sul, onde 34,5% da população são evangélicos, quanto na China comunista.

Fonte: Mensageiro da Paz,  No. 1532, Janeiro /2013, pp. 5 e 6.