Bebê jogado no chão por enfermeira ficou quatro horas sem socorro - PR. REGINALDO SILVA

Notícias Destaque!

Publicidade

Publicidade

O livro mais lindo e adorado!!!


sexta-feira, 24 de março de 2017

Bebê jogado no chão por enfermeira ficou quatro horas sem socorro



O pai do recém-nascido jogado no chão por uma enfermeira do Hospital Regional do Gama (HRG), na última segunda-feira (20/3), está revoltado. Ele disse que a equipe de servidores da unidade da rede pública foi negligente.

“Isso é uma tentativa de homicídio. Quando a enfermeira foi tirar o lençol, a menina que estava ao lado do leito da minha mulher falou duas vezes que tinha um bebê lá. Ela não deu atenção e jogou o bebê no chão”, denuncia Wanderson Eduardo de Santa Rita, 33 anos.

Por causa da queda, o bebê sofreu traumatismo craniano e seguia internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base até a manhã desta quinta (23), quando apresentou melhora e foi transferido para a clínica pediátrica do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib).

O acidente ocorreu às 23h45 de segunda, mas, segundo ele, a criança só foi socorrida quatro horas depois. “Quem causou o acidente não fez nada. Só quando foi trocar a equipe de plantão é que os outros médicos deram atenção”, acusa o eletricista, que tem outros três filhos.
A mãe da criança, a manicure Fabíola Maria Lopes de Abreu, 32 anos, está abalada. Ela se sente culpada por ter deixado o filho sozinho ao ir ao banheiro.

“Ela está se perguntando se é uma boa mãe, nervosa, sem controle”, conta Wanderson. Agora que o machucado na cabeça desinchou, Fabíola conseguirá encontrar o filho pela primeira vez depois do incidente.

Fonte: juntospelobrasil.com

O livro mais lindo e adorado!!!