Olho de Ipojuca Direito - O vendedor é obrigado a cumprir aquilo que prometeu ou ofereceu? - Pastor Reginaldo Silva
BLOG DO PASTOR REGINALDO SILVA - É DE IPOJUCA. É DO POVO
BLOG DO PASTOR REGINALDO SILVA - É DE IPOJUCA. É DO POVO

O dia mais bonito de nossas vidas!!!

É BOM ESTÁ PERTO DE QUEM TRANSMITE O BEM!!!

Versículos em destaque

Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.
Mateus 6:34
Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe".
Mateus 19:6
"Não façam cortes no corpo por causa dos mortos nem tatuagens em vocês mesmos. Eu sou o Senhor.
Levítico 19:28

domingo, 4 de junho de 2017

Olho de Ipojuca Direito - O vendedor é obrigado a cumprir aquilo que prometeu ou ofereceu?


PERGUNTAS:
Antes de comprar um saco de dormir, informei ao vendedor que precisava de um aprova d’água. Na primeira oportunidade em que usei o produto, choveu muito, o saco de dormir se encharcou e tudo que estava dentro dele ficou molhado.

Meu final de semana foi literalmente por água abaixo. Quando fui reclamar, o vendedor me informou que o produto estava em perfeita ordem. Não quis me reembolsar e nem mesmo trocar o saco de dormir por outro. Ele pode fazer isso?

_________________________*__________________________

RESPOSTAS:
Não. O importante é você saber que toda oferta ou publicidade obriga o fornecedor a cumprir aquilo que prometeu ou garantiu. Neste caso, não se trata de um defeito do produto, mas sim de uma falsa afirmação sobre o ele.
   Você deve levar o produto de volta a loja e pode exigir, à sua livre escolha:

- O cumprimento da obrigação, nos termos da oferta, apresentação ou publicidade.
- Aceitar outro produto ou equivalente, ou seja, se houver outro saco de dormir de outra marca, que seja realmente à prova d’água, você pode exigir que seja feita a troca.
- Desistir do produto e exigir o reembolso, com atualização monetária, além de uma compensação por eventuais prejuízos – no caso, os objetos que estavam dentro do saco de dormir e ficaram danificados.

   Não há determinação clara na lei com relação ao prazo no qual você deva retornar à loja, então se consideram os mesmos prazos fixados nos casos em que haja defeito do produto ou serviço.

OLHO DE IPOJUCA - DIREITO